not loaded not loaded not loaded
downloading
lyrics +
Gado sem pasto, passarinho sem alpiste
apenas três pratos de trigo para trinta tigre tristes
Na fila pro abate agente aguarda a solução
Olho por olho, dente por dente
E a gente acaba cego, banguela e doente
Teu tênis novo me chuta a barriga
Teu sorriso estampado me causa intriga
Qual violência será mais nociva?
Te roubam a carteira e de mim roubam a vida
Enquanto isso você continua a levar sua vida costumeira
Ai meu deus! De que lado você está?
-Mãos ao alto! -Isso é um assalto!-Passa a carteira e o celular
É chegada a hora de você compartilhar
O canivete que o pivete mete contra o seu pescoço
Te obriga a ser mais generoso
Mas tu tem ódio e só olha pro próprio umbigo
Só fala em justiça quando acontece contigo
Não vê que todos juntos somos parte de um todo
E se alguém tem muito é porque outro alguém tem pouco
Desfila na avenida e não percebe a agressão
A indiferença é a doença que apodrece o coração
Quem rouba pouco é ladrão
Quem rouba muito é barão
Quem rouba e ainda se esconde
Passa de barão a visconde
Ladrão que rouba ladrão é quem?
Não há quem não queira um vintém
Quem é que me ensina a pescar?
Sem vara, sem peixe e sem mar
Cidade das Almas Adormecidas +
similar songs +